Newsletter


Receba nossas novidades.
Cadastre seu email.


Consulta Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito)



Mérito Lojista 2019


Parada Natalina 2018


Itajubá busca eficiência agrícola como mais uma estratégia para o desenvolvimento local

28/07/2022

Por Herika Nogueira Comunicação Integrada

A agricultura vem desempenhando, cada vez mais, papel estratégico no desenvolvimento econômico, social e ambiental de Itajubá. Após um período pouco assistida, agora, a agricultura local vem sendo mais valorizada como atividade multifuncional, capaz de contribuir para a solução de problemas ambientais e alimentar, além de influir no avanço de aspectos da cultura, da tradição, da gastronomia, do turismo, do comércio e serviços.

Para contar sobre o trabalho realizado na busca pela eficiência agrícola de nossa cidade, a Câmara de Dirigentes Lojistas - CDL Itajubá convidou para a reunião de negócios, desta quarta-feira (27/7), o secretário municipal de Agricultura, Bruno Vidal de Almeida. Engenheiro, doutor em Ciências e especialista em desenvolvimento sustentável, junto à Prefeitura Bruno atua com foco no aprimoramento da agricultura local.

As reuniões semanais da CDL Itajubá procuram discutir assuntos relevantes para o comércio e para a cidade. A agricultura é uma fonte de geração de riquezas para Itajubá e toda essa riqueza agrícola reflete no comércio e no desenvolvimento do município”, expôs o presidente da entidade, Alexandre Costa Lopes.

Entre as ações que estão sendo empenhadas pela Secretaria de Agricultura, como combate às queimadas, proteção de nascentes e aquisição de maquinários, Bruno Vidal destacou três recentes linhas de atuação: - Cafés especiais tipo exportação; - Políticas públicas e; - Programa Nacional de Alimentação Escolar.

Conforme o secretário, a zona rural do município é carente de atenção, mas apresenta grande potencial de crescimento. Para estimular o desenvolvimento da área rural, está em estudo a produção de cafés especiais tipo exportação, considerando que Itajubá apresenta altitude ideal para o plantio desses grãos, de alto valor de mercado, e que seu cultivo pode melhorar a renda dos agricultores.

A respeito das políticas públicas, o secretário comentou sobre mudanças na lei, que possibilitem pagamento por serviço ambiental e, assim, atrair grandes empresas, à exemplo das práticas adotadas por Extrema (MG). Completou informando que há um projeto em tramitação na Câmara Municipal, com proposta de alteração na legislação municipal, possibilitando investimentos em restauração ambiental e crédito de carbono.

É uma forma de injetar investimento no município e o produtor receberá dinheiro por proteger áreas ambientais, como nascentes, por exemplo. Políticas públicas e ações eficientes, atraem investimentos, empresas, aumentam o valor agregado de produtos da cidade e promovem melhor distribuição de recursos para aqueles menos assistidos”, disse Bruno Vidal.

Outra linha de ação é nova e referente ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Segundo o secretário, o governo federal subsidia os municípios para a compra de alimentos para as escolas, sendo 30% da agricultura local. Para preencher o percentual local do PNAE, a Prefeitura lançará, ainda este ano, um programa de fortalecimento da agricultura familiar. “Estamos comprando mudas de sete frutas, com base em pesquisa quanto às preferências das crianças, que serão entregues para 50 agricultores fornecedores das escolas. Dentro de um ano eles já estarão entregando algumas frutas para as escolas”, afirmou ele.

Bruno Vidal destacou que a Secretaria Municipal de Agricultura, hoje, é uma unidade produtiva de alimentos. A horta, cultivada nos 3 mil m² de área da secretaria, fornece alimentos para 18 creches municipais, orfanatos, asilos, entre outras entidades assistenciais, mudando o modelo local de produção de alimentos.

Tratamento de resíduos está entre as ações de sustentabilidade ambiental da Prefeitura. De acordo com o secretário, Itajubá produz 110 toneladas de lixo por dia, sendo metade desse lixo de natureza orgânica, passível de compostagem. “Há uma unidade piloto funcionando na Prefeitura e estamos tirando 20 toneladas por mês de material que iria para o aterro, que vem para a compostagem e volta como insumo agrícola para adubação de árvores, frutíferas e hortas. É um projeto que está ganhando escala e gera uma economia muito grande para a cidade”, informou Bruno Vidal.

O secretário municipal de Agricultura, ao final, agradeceu o convite da CDL Itajubá e colocou a secretaria à disposição para diálogos, parcerias e visitas. Também respondeu perguntas e esclareceu dúvidas dos diretores e conselheiros da entidade, referentes aos temas tratados durante a reunião de negócios.

 

Fonte: CDL Itajubá


Voltar

Movimento lojista em todo Brasil

Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais - FCDL-MG
Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas

CDL Itajubá

Praça Wenceslau Bráz, 42
Centro Itajubá-MG
Tel:(35) 3622-3511/3622-3905

Redes Sociais

Facebook
Twitter